7 Bandas De Rock Que Não Usam Guitarra Entre Os Seus Instrumentos

7 Bandas De Rock Que Não Usam Guitarra Entre Os Seus Instrumentos
o rock n roll como ele é

Você vai acompanhar nesse artigo 7 bandas de rock que não usam guitarra entre os seus instrumentos, confira!

A guitarra sempre foi o maior símbolo do rock, o instrumento que mais personifica o mais amado dos gêneros musicais de todos os tempos.

Não que a tradicional “cozinha do rock” como o baixo e a bateria não tenham importância.  É óbvio que tem sua relevância, assim como os teclados também porque não?

Contudo associar o rock sem guitarra lá pelos idos da década de 50 quando explodiu esse gênero, no mundo todo, era algo impensado.

E por falar na década de 50, tem um presente pra você do clube do rock, clique aqui ou no banner abaixo e baixe um ebook que conta a história do rock and roll ao longo dessas 8 décadas, é totalmente grátis baixe já o seu!

o rock n roll como ele é

Voltando ao tema, o que fizeram as bandas dessa lista das 7 bandas de rock que não usam guitarra dentre os seus instrumentos foi algo inusitado.

Desde a pioneira delas a banda Emerson Lake and Palmer representando o rock progressivo no ano de 1970.

Até a caçulinha delas, o Royal Blood banda de hard rock, o que essas bandas tocam sem guitarra é algo fantástico, sensacional, estupendo.

O Royal Blood que por sinal, primeira de nossa lista, já contamos sua história na edição número 3 do clube do rock.  Clique no player abaixo para acompanhar o vídeo:

Vídeo do Clube do Rock Edição 03

Royal Blood

O Duo britânico do Royal Blood foi formado na cidade britânica de Brighton no ano de 2013, com Mike Kerr no baixo e vocal e Ben Thatcher na bateria.

Os caras fazem uma sonzeira absurda apenas com baixo e batera.  Em momento algum, sente-se falta da guitarra em suas canções.

Inicialmente eles começaram abrindo shows para os caras do Artic Monkeys.  Hoje em dia depois de dois álbuns de estúdio, tem sua turnê própria e participam de vários festivais.

Clique no player abaixo e veja o vídeo do hit Figure It Out, em uma apresentação ao vivo no Rock in Rio em 2015, confira:

Royal Blood -Figure It Out

Inicialmente eles começaram abrindo shows para os caras do Artic Monkeys

Fãs Famosos

Dentre os apreciadores do som dos caras, podemos citar: Dave Grohl líder do Foo Fighters; Tom Morello ex Audioslave e Rage Against the Machine; Matt Bellamy do Muse; Os caras do Metallica e a Lenda das guitarras Jimmy Page do Led Zeppelin.

No ano de 2014 Jimmy Page, após vê-los em show elogiou dizendo:

 “Eu fui ouvi-los em Nova York. Eles foram fantásticos. Absolutamente fascinante, eles são músicos tão finos. Seu álbum tornou-se algo sério em alguns detalhes. É tão suave de se ouvir, porque eles tocam com os espíritos das coisas que os precederam, vocês têm de ouvir, eles vão elevar o rock a um novo nível – se eles já não estão o fazendo, já que sua música é de qualidade tremenda”.

Keane

Quando foi formado, por volta de 1995 na cidade de Battle na Inglaterra Keane contava com guitarrista, era ele Dominic Scott, que também era o vocalista no início

Além dele compunham a banda Tim Rice-Oxley  nos teclados e Richard Hughes na bateria.  Eles também não tinham baixo dentre os seus instrumentos.

Em 1997 Tom Chaplin entra na banda como vocalista.  Em 2001 após lançar o single “Wolf at the Door”, e pelos resultados desanimadores, Dominic resolve abandonar o barco, e sair da banda.

Sem Baixo e Sem Guitarra

Os caras tiveram que se reinventar, sem guitarra e sem baixo, para compor o primeiro álbum de estúdio da banda,  Hopes and Fears.

E não é que deu certo, os caras acertaram na medida, e o álbum foi um sucesso vendendo mais de 6 milhões de cópias.

Sem guitarra e baixo, o piano passou a ser o instrumento principal da banda. Os hits que se destacaram nesse álbum foram: Somewhere Only We Know; Everybody’s Changing e This is the Last Time.

Veja o segundo hit Everybody’s Changing no player abaixo:

Keane – Everybody’s Changing

A partir do segundo álbum Under the Iron, que eles passaram a incorporar a guitarra em sua sonoridade.

Tom passou a acumular essa função.  Em seguida o baixista Jesse Quin entra para a banda, deixando a mesma com uma sonoridade mais ampla.

Bassinvaders

E por falar em baixo, incômodo um pouco com a situação do baixo, as vezes relegado a segundo plano.  O baixista da banda Helloween Markus Grosskop criou o projeto Bassinvaders.

Ele e mais dez baixistas, vocalista e baterista, montaram uma banda para baixista nenhum botar defeito.

O projeto dos caras foi ousado na época, lançar um álbum de heavy metal sem guitarras.  Justamente as guitarras, que são o carro chefe desse subgênero.

A Gravadora Frontier Records, gostou do projeto de Markus e lançou em 2008 o álbum  Hellsbassbeaters.

Escolhemos a faixa Empty Memories para você acompanhar. Veja no player abaixo, como ficou o som dos caras:

Bassinvaders – Empty Memories

Death From Above

O Death From Above é uma dupla canadense de Noise Rock e Stoner Rock formada em 2001 na cidade de Toronto.

Com Jesse F. Keeler no baixo e sintetizador, e Sebastien Grainger na bateria e vocal, é mais um da turma, é mais uma das 7 bandas de rock que não usam guitarra entre os seus instrumentos.

Originalmente eles adotaram esse nome, com a abreviatura DFA, contudo, tiveram problemas com o selo de James Murphy a DFA Records.

Adicionaram então o ano 1979 ao nome, (ano de nascimento de Sebastien), no entanto, não se sabe se tiveram a permissão ou não, em 2017 voltaram a usar o nome original sem o ano.

Eles chegaram a encerrar a banda em 2006.  Contudo, retornaram 5 anos depois em 2011 com força total.

Veja o som dos caras nessa no player abaixo:

Death From Above – Caught Up

Emerson Lake And Palmer

Formado em 1970 o Emerson Lake And Palmer quase teve um guitarrista e ninguém mais, ninguém menos do que Jimi Hendrix.

Por pouco ele não participou da banda, que segui sem guitarrista contando com os integrantes: Carl Palmer na bateria, Greg Lake no baixo e vocal e Keith Emerson nos teclados.

Os três insatisfeitos em bandas a qual faziam parte, resolvem montar essa super banda de Rock Progressivo, que chegava a usar sintetizadores gigantes em seus shows.

Com oito álbuns lançados, a banda teve 3 períodos de atividade.  A primeira e principal parte de 70 até 79, a segunda de 92 a 98 e a terceira no ano de 2010.

Fim da Banda

Excursionaram pela última vez nesse ano de 2010, situação essa, que seria as últimas atividades da banda.

Em 2016 aconteceu duas perdas irreparáveis para a banda.  A primeira foi o suicídio do tecladista Keith Emerson em 10 de março.  E a segunda perda, foi a morte do baixista e vocalista Greg Lake, após travar uma luta contra o câncer.

Que situação hein um lutou para sobreviver, outro desistiu da vida, lamentável.

Veja no player abaixo, uma passagem de som dos caras antes de um show, ainda com o estádio vazio, o single Fanfare for the common man, confira!

Emerson Lake and Palmer – Fanfare For The Common Man

Morphine

Já a estrutura do Morphine da década de 90, contava com bateria, baixo e saxofone.  E faz parte da lista das 7 Bandas de rock que não usam guitarra entre os seus instrumentos.

A banda de Indie Rock e Rock Alternativo Morphine da cidade de Cambridge, estado de Massachusetts no Tio Sam, foi formada em 1989.

Com Mark Sandman no baixo e vocais, Dana Colley no saxofone e Jerome Deupree na bateria o Morphine eles ficaram 10 anos na ativa, tendo lançado 5 álbuns de estúdio.

O som dos caras era meio que uma mistura de Blues, Jazz e Rock.  Veja o hit Honey White, no player abaixo:

Morphine – Honey White

Em um show na Itália em 03 de julho de 1990, O vocalista e baixista Mark Sandman caiu do palco e sofreu um ataque cardíaco.  Ele foi declarado morto logo depois da queda.

A banda foi dissolvida após esse acidente, tendo reunido posteriormente com outro nome, Orchestra Morphine.

Apocalyptica

A última banda dessa lista das 7 bandas de rock que não usam guitarra entre os seus instrumentos, é a banda Apocalyptica.

Os instrumentos no início dessa banda, nada tem a ver com os instrumentos tradicionais do rock.  A banda de Metal Sinfônico foi formada em 1993 por 4 violoncelistas.  Eram eles Eicca Topinen, Paavo Lotjonen, Max lilja e Antero Manninen.

Inicialmente eles começaram fazendo cover das músicas do Metallica, com os arranjos todos feitos em violoncelos.

Em 1996 eles lançam seu primeiro álbum só com músicas covers do Metallica.  No segundo álbum em 98 eles também incorporam músicas do Faith no More, Sepultura e Pantera.

No ano de 99, Antero Manninen deixa a banda sendo substituído por Pertu Kivilaakso.

Em 2000, eles lançam o 3º álbum de estúdio, Cult, que contém 10 faixas de autoria própria e 3 covers.

Já em 2002 Max Lilja deixa a banda, o Apocalyptica, se torna uma banda de apenas 3 violoncelistas.

Só Originais e Batera

Em 2003 com o quarto álbum de estúdio da banda, Reflections, eles lançam só com músicas originais de autoria própria.

No ano de 2005 eles integram um batera na banda, Mikko Sirén .

A partir daí, eles começam a trazer músicos convidados para seus álbuns, deixando parte das faixas só instrumentais e parte com vocais dos convidados.

É o caso da faixa I Don’t Care, que conta com Adam Gontier ex vocalista do Thee Days Grace e atual Saint Asonia nos vocais.

Veja o clipe desse hit no player abaixo:

Apocalyptica – I Don’t Care

Dica do Blog

E pra você curtir esses clipes sem importunar ninguém, apresento a vocês o Airphone, um fone de ouvido sem fio.

Airphone

Com o Airphone, você se conecta via bluetooth, ao seu computador, notebook, tablet, celular, seja ele Android ou IOS.

O Airphone é resistente à água, sua qualidade de som é fantástica e sua autonomia de carga da bateria dura cerca de 4 horas.  Ele é o fone queridinho dos famosos, e o preço, você nem vai acreditar.

Clique aqui ou no banner logo acima e acesse já esse produto.

O que achou desse post? Deixe sua opinião nos comentários. Para assistir essa matéria em vídeo, clique no player abaixo:

Vídeo dessa matéria

Fontes: Google, Wikipedia, Uol Música e Consultoria do Rock.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

YouTube
Instagram

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Me Chame