As Denúncias de Abusos Sexuais de Marilyn Manson

Denúncias de Abusos

As Denúncias de Abusos Sexuais de Marilyn Mason

Nascimento/Início da Carreira/Origem do Nome

As denúncias de abusos sexuais de Marilyn Manson.  Antes de mais nada, só pra deixar claro, não estamos julgando ninguém, apenas relatando os fatos já apurados, e esperamos que a justiça seja feita.

Marilyn Mason é o nome artístico de Brian Hugh Warner, que nasceu em 05 de Janeiro de 1969.

Filho de Pai Católico e Mãe Anglicana, Brian montou uma banda de metal homônima a seu nome artístico em 1989, juntamente com o guitarrista Scott Putesky.

Uma curiosidade sobre o nome artístico e da banda, Brian criou esse nome, oriundo de uma junção dos nomes Marilyn Monroe e Charles Manson.

Marilyn foi uma superstar da década de 60, que nem preciso entrar em detalhes sobre quem ela é.  Já  Charles, foi um criminoso americano da mesma década fundador de uma seita responsável por uma série de assassinatos.

Talvez esteja aí a explicação para o comportamento do cantor, diante das várias denúncias de abusos do qual o mesmo é acusado desde fevereiro último.  Denúncias essas que falaremos já já sobre o assunto.

Sucesso

A banda não alcançou o sucesso logo de cara, só aos 6 anos de fundação,  em 1995 com o álbum Smells Like a Children.  Sendo o primeiro grande hit Sweet Dreams (a made of this), um cover do Eurythmics.

Eles estão na ativa até hoje e venderam mais de 50 milhões de discos, divididos em 14 álbuns.

Investigado

O Cantor Marilyn Manson passou a ser investigado pelo FBI, após várias denúncias de abusos sexuais, deflagrados em Fevereiro de 2021.

Desde então, ele nega todas as acusações, e disse que suas relações sexuais com as denunciantes foram todas consensuais.

Caso Evan Rachel Wood

Evan/Manson

A primeira a denunciar o cantor foi sua ex noiva a Atriz Evan Rachel Wood, ela terminou seu noivado com o cantor em 2010.

Ela falou abertamente sobre sua relação com o músico, em sua conta no Instagram, no dia 01 de Fevereiro de 2021.

Evan revelou que passou por uma “lavagem cerebral” e foi “manipulada para ser submissa”. Além disso, definiu Marilyn como um homem perigoso e declarou estar ao lado “das várias vítimas que não se calarão mais”.

Ela ainda compartilhou textos de outras mulheres como uma fotógrafa que trabalhou com Manson e disse que o mesmo usava até de táticas de tortura para controlar as pessoas.

Outra ex-noiva do cantor, Rose Mcgowanf, assinou embaixo tudo que Evan disse. Contudo a ex esposa Dita Von Teese alegou não ter sofrido agressões ou abusos por parte de Manson.

Casa Caiu

Após a denúncia, a gravadora Loma Vista se manifestou e anunciou o encerramento do contrato com o artista para a promoção do seu disco atual e que também não pretende realizar projetos futuros com ele.

Seu empresário de 25 anos também cortou suas relações comerciais com o Cantor. Marilyn ainda os papéis de seus personagens em duas séries que participava.

Caso Ellie Rowsell vocalista da Banda Wolf Alice

Ellie Rowsell

Além disso, novos depoimentos foram surgindo como o da Ellie Rowsell , vocalista da banda Wolf Alice.

Em sua conta oficial no Twitter, Ellie descreveu um encontro com Marilyn Manson em um festival e disse:

Solidariedade a Evan Rachel Wood e aquelas que estão expondo Marilyn Manson. É triste ver as pessoas o defendendo.  Apenas porque ele deixou suas depravações claras ao público, significa que ele pode abusar de mulheres?

Eu conheci Marilyn no backstage de um festival há alguns anos. Após seus elogios à minha banda se tornarem cada vez mais hiperbólicos, eu suspeitei do seu comportamento. Eu fiquei chocada ao olhar para baixo e ver que ele estava filmando por baixo da minha saia com uma [câmera] GoPro.

Não houve repercussões por causa do seu comportamento, seu tour manager simplesmente disse, ‘ele faz esse tipo de coisa o tempo todo’.

Se ele faz esse tipo de coisa o tempo todo por que está sendo headliner de festivais há tantos anos? Quando iremos parar de dar chances a misóginos por causa do seu sucesso? As mulheres deveriam se sentir seguras no muno dominado pelos homens que é a indústria da música.

Eu não tinha certeza se deveria fazer esse relato mas Manson alega no seu comunicado que os seus relacionamentos foram ‘inteiramente consensuais’ – eu acho que ele não sabe o significado de consentimento já que ele sai por aí filmando por baixo das saias de jovens mulheres em festivais. Obrigado pela sua coragem, Evan.

Relatou Ellie sobre o Cantor.

O Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles comunicou que o cantor pode ser enquadrado em crimes de violência doméstica, o que pode fazê-lo pegar entre 1 e 4 anos de prisão para cada acusação.

Outra Denúncia Agora de Um Ex Assistente

Dan Cleary

Dan Cleary trabalhou com Manson como técnico de teclados na equipe de turnês do músico.

Ele falou sobre ter testemunhado pessoalmente diversos abusos direcionados à atual esposa de Manso Lindsay Usich.

Ele falou:

Eu vi alguns abusos físicos no sentido de empurrar e jogar coisas nela e várias explosões violentas ao redor dela — tipo quebrar coisas.

Vários abusos mentais e xingamentos e ameaças. Houve ocasiões em que o Manson diria a ela que ele iria matá-la e cortá-la e que eu iria enterrá-la no deserto — eu [Cleary]. Ele saía da sala e eu diria [a ela], ‘Vai ficar tudo bem. Eu não vou fazer nada disso. Vamos para um hotel.

Relatou Cleary sobre o comportamento de Manson com a atual esposa.

Cleary também falou sobre como acompanhou o comportamento de Evan Rachel Wood, primeira a depor contra o Cantor. 

Ele falou sobre os abusos na relação, e viu que ela estava bastante diferente durante a turnê do músico entre 2007 e 2008.

Ele explicou que seu “comportamento mudou” e até os seus “atributos físicos mudaram, ela ficou mais magra, toda a sua aura ficou mais escura”.

Posts no Twitter

Apesar de estar falando sobre isso agora, Dan já tinha publicado mensagens no Twitter em Setembro de 2020 relatando o que viveu na presença de Marilyn. A thread gerou pouca atenção, mas dizia:

Ele ameaçava matá-la [Usich], cortá-la, enterrá-la, envergonhá-la perante o mundo. Fazê-la chorar & temê-lo, fazia com que ele se sentisse bem.

Ele a lembrava de que ela não teria um lugar para morar sem ele e zoava um membro de sua família com dificuldades de aprendizado.

Relatou ainda Cleary

Na época, o ex-assistente também não se eximiu de culpa e sabia que fazia parte de um círculo pequeno que tinha ciência dos abusos. Ele disse que contatou o empresário de Manson, mas “o empresário parecia saber de tudo isso e não pareceu se importar muito”. Cleary finalizou:

Há pessoas dizendo que eu sou cúmplice porque eu vi essas coisas acontecendo e não fiz nada e eu aceito isso. Há alguma verdade nisso”.

Concluiu Cleary

Caso  Esmé Bianco

Esmé/Manson

Uma nova reportagem da ABC News, canal dos Estados Unidos, teve acesso a um depoimento exclusivo de Esmé Bianco. A atriz de Game of Thrones , mais uma a expor os abusos que sofreu na mão do músico.

A Emissora relata que as acusações vão desde chicotadas durante a gravação de um clipe até uma tentativa de assassinato, uma vez que Manson perseguiu a atriz por seu apartamento com um machado ao acreditar que ela havia colocado “baratas na parede”.

Durante a transmissão, a emissora relata ainda, que Esmé foi ouvida pelo FBI em uma investigação federal nos EUA pois as suas atitudes podem ser consideradas como tráfico humano, já que ele coagiu a mulher a cruzar barreiras internacionais. Ela explicou:

Fui defraudada, fui transportada do Reino Unido para os Estados Unidos, fui abrigada e depois fui coagida a uma servidão involuntária que incluía abuso sexual e abuso físico”

Narrou Esmé

“Fui defraudada, fui transportada do Reino Unido para os Estados Unidos, fui abrigada e depois fui coagida a uma servidão involuntária que incluía abuso sexual e abuso físico”.

Caso Ashley Morgan

Ashley/Manson

A modelo Ashley Morgan Smithline, que acusa o cantor Marilyn Manson de ter cometido abusos contra ela, é a capa da mais recente edição da People Magazine.

Durante a longa (e reveladora) entrevista concedida, Ashley falou sobre as acusações contra o controverso músico., ela relatou com detalhes os fatos.

“Eu sobrevivi a um monstro” é a frase que estampa a capa.  Ashley diz que o abuso psicológico logo se tornou físico.

A primeira vez que ela disse ter sido estuprada, acordou gritando, ao perceber que seus braços estavam amarrados.

Segundo Ashley, Manson estava a penetrando enquanto ela dormia. “Ele ficava me dizendo: ‘Você não pode estuprar alguém por quem está apaixonado’”.

Ashley também falou sobre um assustador pacto, que entre outras coisas, envolvia sangue. “Ele me cortou na barriga e depois bebeu meu sangue. Então, ele me fez beber o dele”.

O Canal e blog Clube do Rock deseja toda força do mundo às vítimas e esperamos que a Justiça seja feita o mais rápido possível.

Atenção Compositores do Mundo do Rock

Atenção você que tem uma banda, mas está sem inspiração para compor. 

Clique Aqui ou na Imagem abaixo e saiba mais sobre um treinamento que te orienta a gravar e compor do Zero. Não deixe a falta de inspiração atrapalhar seus planos, clique e faça sua inscrição.

Treinamento Gravando do Zero

Quer acompanhar essa matéria em vídeo? É só Clicar no player abaixo:

Vídeo dessa matéria

Fontes: Wikipedia, Google, Tenho mais discos que amigos e Whiplash.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

YouTube
Instagram

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Me Chame