O Incansável Herbert E Os Paralamas Do Sucesso

Os Paralamas do Sucesso

Nem um acidente aéreo foi capaz de abreviar a carreira musical desse cara e de sua banda, o incansável Herbert e os Paralamas do Sucesso.

A Origem

Herbert que vai completar 60 anos no próximo dia 04 Nasceu em João Pessoa PB, mas devido a carreira militar de seu Pai o Brigadeiro Hermano Viana, logo mudou-se para Brasílida/DF, onde ainda criança conheceu seu parceiro de Banda o Baixista Bi Ribeiro.

Na adolescência Herbert e Bi, conheceram na escola a turma do Renato Russo, que mais tarde fundaria o Aborto Elétrico, que serviria de base para a criação da Legião Urbana e Capital Inicial.

Em 1977 Herbert se mudou de Brasília para o Rio, para fazer o ensino médio em um colégio militar, onde reencontrou Bi Ribeiro amigo de infância da Capital federal.

Como os dois gostavam de Rock, passaram a ensaiar juntos, com Herbert na guitarra e Bi no Baixo, se juntou a eles o baterista Vital Dias que era amigo de Bi.

Em 79 os 3 deixaram de se ver por conta do Vestibular, e só voltaram a se reunir em 81, em um sítio em Mendes no interior do Rio, e também na casa da Avó de Bi em Copacabana, onde passaram a compor músicas com cunho humorístico.

Juntaram-se  a eles os vocalistas Ronel e Naldo, batizando a banda com o nome de As Cadeirinhas da Vovó.

O Começo Profissional

Em 1982 os amigos decidiram tocar profissionalmente,  Ronel e Naldo eram contrários a ideia, e decidiram não participar.

Herbert que até então era só o guitarrista, assume também os papéis de vocal da Banda, que passou a se chamar “Os Paralamas do Sucesso” e a realizar shows profissionalmente, que incluía em seu repertório músicas próprias e covers de outras bandas.

Ainda em 82 Vital faltou a uma apresentação da Banda na Universidade Rural do Rio, sendo substituído por João Barone, que não largou mais as baquetas da banda.

Enviaram uma fita demo com a música Vital e sua Moto para Fluminense FM, que explodiu de pedidos e se tornou umas das canções mais tocadas do verão de 82/83.

Em Janeiro de 83 foram convidados para abrir um Show do Lulu Santos no Circo Voador do Rio, onde Chamaram a atenção da Gravadora EMI, e logo assinaram contrato, o Álbum de estreia da Banda chamou-se Cinema Mudo.

Começou o Sucesso

Daí em diante foi um sucesso atrás do Outro, seu segundo álbum O passo do Lui, trazia os hits, óculos, Meu erro, Me Liga, Romance Ideal e Ska, e os credenciou, para participar do primeiro Rock In rio, em 1985.

O Sucesso continuou com Selvagem de 86, que trazia os hits que explodiram, além da faixa título, Alagados, Melô do Marinheiro, A Novidade e Você.

Esse álbum vendeu 700.000 cópias na época e isso carimbou sua participação no Festival de Montreux na França em 1987.

Primeiro Álbum ao Vivo

Esse Show virou  seu primeiro álbum ao vido “D”, e também trouxe a inclusão do 4º Paralama, o Tecladista João Fera.

Selvagem também causou um ganho de popularidade da Banda em Países como Argentina, Uruguai, Chile e Venezuela.

No álbum seguinte, Bora Bora de 1988, foi acrescentado o som de metais na Banda, e mesclava faixas de cunho político-social como O Beco, com as Introspectivas como Quase um Segundo e Uns dias, que talvez seria reflexo do fim do Relacionamento amoroso de Herbert com Paula Toller Vocalista do Kid Abelha.

Dando uma pausa aí na discografia da Banda, após esse namoro com Paula “gostosa” Toller, ele conheceu a Inglesa Lucy Needham, com quem se casou posteriormente e teve 3 filhos, Luca, Hope Izabel e Phoebe Rita.

E aproveitando que demos uma parada na discografia dos Paralamas, aproveita e diz nos comentários se está gostando dessa matéria, diz aí sua opinião…

Seguindo a carreira dos Paralamas, em 89 é lançado o álbum Big Bang, que incluía os hits Perplexo e Lanterna dos Afogados.

Primeira Coletânea

No ano seguinte 1990 é lançada a primeira Coletânea do grupo  Arquivo, que além da regravação de Vital, tinha a inédita Caleidoscópio. Anteriormente, tinha sido gravada por Dulce Quental ex vocalista do Sempre Livre.

O próximo Lp, Grãos de 1991 não foi um sucesso de vendas. Emplacou apenas 2 hits de sucesso, Trac Trac, regravação do músico argentino, Fito Paez, e tendo a lua.

Após isso o grupo de uma pequena pausa, sendo que em 92 Herbert lança seu primeiro álbum solo É Batumaré.

No final de 93 a banda viaja para a Inglaterra para gravar seu próximo álbum Severino. E contou com a participação de ninguém mais ninguém menos do que Brian May, guitarrista do Queen na faixa El Vampiro de Bajo Sol.

Esse álbum era mais experimental e foi ignorado pelas rádios e público, não foi um sucesso de vendas por aqui, vendeu apenas 55 mil cópias.

Contudo no restante da América do sul foi um sucesso, principalmente na terra do tango (Argentina) , na versão hispânica, o álbum passou a se chamar Dos Margaritas.

Mais Álbuns ao Vivo

Entretanto, se a vendagem de Severino não foi boa, o mesmo não se pode dizer da turnê, que foi um sucesso.

Sendo que 3 shows no final de 94, foram a base do lançamento do segundo álbum ao vivo da banda Vamo Batê Lata, acrescentado das inéditas “Uma Brasileira, “Saber Amar” e “300 Picaretas”, se tornou o álbum de maior vendagem da Banda, superando as 900 mil cópias.

Nove Luas, de 1996 e Hey Na Na, de 1998 continuaram o caminho de êxito com faixas como Lourinha Bombril, La Bella Luna e Ela Disse Adeus (Nove Luas vendeu 250.000 cópias em um mês, enquanto Hey Na Na vendeu o mesmo em apenas uma semana).

Em 1999 a MTV Brasil chamou os Paralamas para gravar um Acústico MTV. O álbum, com canções menos conhecidas e as participações de Dado Villa-Lobos, ex-Legião Urbana e Zizi Possi, vendeu 500.000 cópias, ganhou o Grammy Latino e teve turnê de shows lotados.

Em 2000, lançaram uma segunda coletânea, Arquivo II, com músicas de todos os álbuns entre 1991 e 1998 (exceto Severino), uma regravação de “Mensagem de Amor” e a inédita “Aonde Quer Que Eu Vá”, parceria de Herbert com Paulo Sérgio Valle (a dupla também escrevera sucessos para Ivete Sangalo).

O Acidente

O Incansável Herbert e os Paralamas do Sucesso

No dia 04 de fevereiro de 2001 em Mangaratiba no Rio, após ter executado um looping, o ultraleve que era pilotado por Herbert e tinha a companhia de sua esposa Lucy, caiu no mar, que ocasionou na morte de sua esposa.

Começou aí a luta do músico pela vida, ele ficou internado durante 44 dias, na maior parte deles em coma, apesar de ter sobrevivido, o que já é uma vitória, como é de conhecimento de todos ele ficou paraplégico.

Herbert entrou com uma ação indenizatória contra o fabricante do Ultraleve, alegando que houve uma fallha na fabricação da cauda do ultraleve.

Após perícia do ITA (Inst. Tecnológico da Aeronáutica). Com uma aeronave do mesmo fabricante, similar à que Herbert pilotava. Foi confirmado que o material utilizado na cauda sofria degradação quando exposto a temperatura superior a 40ºc . A empresa admitiu a falha e ofereceu uma indenização de R$ 400 mil a Herbert.

Nasceu de novo

Após A recuperação de Herbert, os 3 integrantes voltaram a produzir um novo álbum Longo Caminho de 2002. O mesmo trazia uma volta ao início da banda, sem metais e com os hits “O Calibre”, “Cuide Bem do seu amor” e “Seguindo Estrelas”. Esse álbum alcançou 300 mil cópias vendidas.

Aproveitando o embalo do sucesso de Longo Caminho, em 2004 a banda lança mais um álbum ao vivo “Uns dias”. Contando com a participação de convidados como, Andreas Kisser, Dado Villa Lobos, Nando Reis, Djavan, Edgar Scandurra, Paulo Miklos, George Israel e Roberto Frejat.

O disco mostrou uma banda pesada como quase nunca havia se visto. Velhos sucessos, como “Meu Erro”, ganhavam versões turbinadas. As novas músicas soavam ainda mais cruas.

E tinha uma particularidade, a banda decidiu fazer a primeira parte da apresentação num pequeno palco armado no meio da pista.

A proximidade com o público colaborou para que o resultado final ficasse caloroso e captasse fielmente a emoção dos shows.

Últimos Álbuns

De lá pra cá, Os Paralamas ainda lançaram mais 3 álbuns que tiveram um relativo sucesso. Sendo eles, Hoje em 2005, Brasil Afora outro ao vivo em 2009, e Sinais do Sim em 2017.

O insuperável Herbert e sua turma, provam que ainda tem gás. Pra chegar aos 40 anos de carreira ano que vem, e porque não aos 50 em 2032.

Uma coisa é certa, se depender de Herbert, que é um tremendo artista e compositor, chegará sim, e que todos nós vivamos para conferir.

E por falar em composição, você tem uma banda, mas está faltando inspiração pra compor, tá com dificuldade para a composição de arranjos e letras?  Eu tenho uma solução pra você! Um curso que te ensina a compor do zero letras e arranjos do zero mesmo clique aqui ou na imagem abaixo e saiba mais.

Gravando do Zero

Quer acompanhar essa matéria em vídeo? É só clicar no player abaixo:

Os Paralamas do sucesso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

YouTube
Instagram

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Me Chame