O Que É A Técnica Da Guitarra Falada Nas Bandas de Rock

O Que É A Técnica Da Guitarra Falada
Ebook A História do Rock N Roll

Afinal, o que é, e como funciona da técnica da guitarra falada, um recurso que muitos guitarristas do mundo do Rock, utilizam em suas performances por aí afora.

Mais Lembrado

Voltando ao tema de hoje, você provavelmente já deve ter ouvido alguma música de Rock que tinha ou tem esse efeito.

A mais famosa e conhecida delas é a música Livin’ on a Prayer do Bon Jovi, 3ª faixa do 3ª álbum de estúdio da banda Slippery When Wet.

Nessa música o guitarrista Richie Sambora, utiliza esse recurso já na introdução da música. Confira no player abaixo uma apresentação ao vivo em 2005, onde percebe-se o guitarrista utilizando esse recurso.

Bon Jovi – Livin’ On a Prayer

Apesar de Richie não estar mais na banda, conforme contamos aqui no post sobre a história do Bon Jovi, ele continua utilizando esse recurso em suas apresentações com sua banda.

O Pioneiro

No entanto, Richie não foi o primeiro a utilizar esse recurso.  O pioneiro a usar esse recurso da guitarra falada, foi o cantor e guitarrista Peter Frampton que usou muito esse recurso em seu álbum ao vivo Frampton Comes Alive em 1976.

Principalmente nas “Show me the Way” e “Do You Feel Like We Do”.  Veja nos players abaixo e confira como é esse recurso chamado Guitarra Falada, que também tem o nome de Talk Box em inglês que na tradução literal, significa caixa de fala.

Peter Frampton – Show me the Way

O Aparelho

Talk Box

O Talk Box é uma caixinha no formado de um pedal, que é conecta por um tubo ligado ao um microfone e um amplificador.

Ao acionar esse pedal, o guitarrista fala ao microfone conectado, onde a entonação de voz dele fica semelhante aos acordes de uma guitarra, daí a expressão guitarra falada.

Uma voz híbrida sai desse instrumento quando o pedal é acionado pelo guitarrista, o alto-falante do amplificador é mutado, e o cabeçote desse amplificador é direcionado para alto-falante do talk box que tem pouca potência, que é amplificada pelo tubo ligado ao microfone.

Origem

Como falei, Peter Frampton foi o primeiro a utilizar esse aparelho, no entanto sua origem não é muito clara.

Alguns falam que foi inventado em 1963 por um tal de  Doug Forbes, procurei registro sobre esse cidadão e nada encontrei.

Nesse caso ficamos com a segunda hipótese, que é a que conseguimos registro. 

A invenção é datada no ano de 1971 pelo engenheiro de som e rádio Bob Heil, que criou esse aparelho para o guitarrista Joe Walsh ex integrante da banda The Eagles.

No natal de 1973 Bob Heil, presenteou Peter Frampton com o aparelho.  Sendo que esse, como já falei, tornou o aparelho famoso, usando no seu álbum ao vivo no ano de 1976.

No ano de 1988  Bob vendeu os direitos para a produção em escala industrial para Dunlop Manufacturing Incorporation.

Foo Fighters

Os caras do Foo Fighters, foram outros que utilizaram o aparelho na gravação do 3º álbum de estúdio da “There is Nothing Left To Lose” no ano de 1999, na quinta faixa “Generator.”

Na turnê de lançamento desse álbum, eles tocaram os clássicos Rock Mountain do Joe Walsh e Show Me The Way do Peter Frampton.

Bon Jovi (Sambora)

Além da famosa Livin’ on a Prayer, o Bon Jovi através de Richie, utilizou o Talk box nas músicas:

  • All I Want is Everything
  • The Distance
  • We Got It Going On
  • I Want to be Loved
  • Everyday
  • Love Me Back to Life
  • It’s My Life

Scorpions

Já o guitarrista Mathias Jobs da banda alemã Scorpions utilizava o Talk Box nas músicas:

  • To Be Number One
  • Raised on Rock
  • The Zoo
  • Money and Fame
  • Can You Feel It
  • Cause I Love You

Slash

Outro cara que usou e usa muito desse recurso é o guitarrista Slash.  Ele usou tanto no Guns n’ Roses, como nos seus projetos solo Velvet Revolver e Slash’s Snakepit.

O cabeludo da cartola utilizou nas músicas:

  • Anything Goes
  • Dust N’ Bones
  • Rocket Queen
  • Hair of the Dog
  • Lower (Slash Snakepit)
  • Get out the Door (Velvet Revolver)

Outros Guitarristas

Vários outros guitarristas do rock também utilizaram esse recurso da guitarra falada são eles:

  • David Gilmour do Pink Floyd nas músicas Keep Talking e Pigs;
  • Dan McCafferty do Nazareth com as músicas Hair of the Dog e Jet Lag:
  • Joe Perry do Aerosmith Sweet com o single Sweet Emotion;
  • Jerry Cantrel do Alice in Chains nas faixas Man in the Box e Rotten Apple;
  • John Petrucci do Dream Theater, com a música Lines In The Sand;
  • Chad Kroeger do Nickelback com as faixas Woke Up this Morning e Breathe;
  • Mick Mars do Motley Crue, na faixa Kickstart my Heart;
  • Brian may guitarrista do Queen com a música Delilah;
  • Tom Morello do Rage Against the Machine com as faixas Guerrilla Radio, Calm Like a Bomb e Wake Up;
  • Adam Jones guitarrista da banda Tool com os singles Rosetta Stoned e Jambi;
  • Rivers Cuomo da banda Weezer com as músicas Perfect Situation e Beverly Hills;
  • O baixista Robert Merrill da banda Godsmack com a música No Rest For The Wicked;
  • O vocalista e guitarrista Sully Erna também da banda Godsmack  com o single I Stand Alone;
  • O guitarrista Munky da banda Korn, na faixa Dead Bodies Everywhere;
  • Kirk Hammett do Metallica na música The House Jack Built;

No Brasil

Aqui em solo tupiniquim o único guitarrista brasileiro que faz uso do Talk Box, que tenho conhecimento é o paulista Edgard Scandurra, guitarrista do Ira na faixa Flerte Fatal.

Não me lembro e não consegui encontrar registros de nenhum outro brazuca usando ou ter usado a guitarra falada em suas músicas.

Ainda em Uso

A técnica de usar o Talk Box nas composições, foi muito utilizada nas décadas de 70 e 80 e até hoje é utilizada.

Se você reparar bem nos microfones dos guitarristas que utilizam essa técnica, vai notar sem um microfone diferenciado, ao lado do microfone principal, no qual o músico canta ou faz seu backing vocal.

Sendo que o pedal de acionamento desse curso, também fica exposto assim como os demais pedais do guitarrista.

Esses pedais de efeitos para guitarra, diferenciam a guitarra dos demais instrumento, e ainda geram uma identidade sonora para o timbre do guitarrista.

Eles também destacam uma parte específica da música e agregam ferramentas ao guitarrista que motivam o estudo e a prática da música.

Dica do Blog

Como nosso tema de hoje foi a guitarra falada, diz uma coisa pra mim, já teve vontade de tocar esse fantástico instrumento chamado guitarra?  O mais charmoso dos instrumentos musicais?

Clique aqui ou no banner abaixo e conheça um curso de guitarra nota mil brother, totalmente passo a passo, que te ensina a tocar esse instrumento do zero mesmo sem saber nada, acesse e saiba mais.

Guitarra Rock 2.0

O que achou desse post? Diz aí nos comentários. Pra acompanhar esse artigo em vídeo, clique no player abaixo:

Vídeo dessa matéria

Fontes: Google, Wikipedia, Wikimand e U4M.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

YouTube
Instagram

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Me Chame